Solidão imposta aos idosos: 7 possíveis causas psicológicas

Fatores psicológicos que impulsionam o sentimento de solidão não procurada em pessoas idosas.
A solidão imposta é um fenômeno cada vez mais comum no mundo ocidental, cujas causas são muito diversas.

A terceira idade é um período de descanso e felicidade para muitas pessoas, no qual, após várias décadas de trabalho árduo, podemos nos retirar do mundo do trabalho para viver plenamente o resto de nossa vida.

No entanto, para muitas pessoas esta fase da vida é o início de um período de solidão imposta, um fenômeno cada vez mais comum nas sociedades em todo o mundo, que pode ser tratado por profissionais.

A solidão imposta é um tipo de solidão involuntária que muitos idosos sofrem e que é caracterizada por um sentimento de isolamento social, bem como de perda nas relações sociais do dia-a-dia.

Que fenômenos psicólogos intervêm na solidão imposta aos idosos?
São muitos os fenômenos que intervêm na solidão imposta que experimentam algumas pessoas idosas e que influenciam decisivamente a nível emocional e psicológico. A seguir apresentamos uma lista com os mais importantes.

1. Nostalgia pelo passado
A nostalgia é um dos sentimentos mais comuns nas pessoas durante o processo de idosos e muitas vezes se torna um dos principais fatores de solidão no indivíduo.

Memórias de um passado Melhor, real ou idealizado, geralmente inundam constantemente os pensamentos dos idosos e normalmente influenciam negativamente vários marcadores de personalidade, entre os quais a auto-estima, a extroversão, a sociabilidade e a visão positiva da vida em geral.

Embora nem sempre seja assim, muitas pessoas idosas entram em um estado de solidão real ou percebida com base em anseios recorrentes de um passado de felicidade e plenitude que não existe mais e que jamais retornará.

2. Perda de laços sociais afetivos
A perda do parceiro, bem como de familiares e amigos durante o período da terceira idade é uma das principais causas que aumentam o risco de solidão real ou percebida nos idosos.

A solidão percebida é muitas vezes independente do número de contatos sociais que podem ser mantidos no momento atual, bem como do número de pessoas com quem você interage na vida cotidiana.

Ou seja, que uma pessoa idosa que se encontra em uma residência com todo tipo de cuidados e de profissionais especializados em sua saúde, assim como com outros residentes, poderá continuar se sentindo sozinha ou isolada socialmente.3. Processos de luto que não foram superados
Da mesma forma, os processos de luto pela morte de seus entes queridos, que ainda não puderam ser superados, também contribuem para que a pessoa idosa se sinta sozinha e afastada da sociedade.

A perda de um ente querido constitui um processo muito doloroso que pode ser enfrentado de maneiras diversas dependendo da pessoa. No caso de não enfrentar corretamente todas as fases do mesmo de forma satisfatória, a pessoa afetada pode passar por uma série de afetações emocionais e psicológicas.

As pessoas mais velhas geralmente passam por vários processos de luto em pouco tempo e, se houver, essas afetações ou alterações podem variar de aflição e dor exacerbada, atordoamento, raiva ou outras conseqüências que influenciam diretamente a saúde emocional e física da pessoa.

4. Dificuldades em encontrar amigos da juventude e da idade adulta
É evidente que a terceira idade é um estágio em que amizades e familiares muito importantes para a vida da pessoa são perdidos e, como foi indicado, esses excessos tão recorrentes afetam emocionalmente e podem aumentar o sentimento de solidão.

Para aquelas amizades que ainda estão vivas, muitas vezes é difícil continuar se comunicando por causa dos estados de idade avançados de ambos os lados, e ainda mais difícil é encontrar-se pessoalmente para conversar ou recuperar o atraso.

5. Problemas na compreensão das novas tecnologias
Muitas pessoas idosas vivem diariamente nas suas próprias carnes o desafio que supõe utilizar as novas tecnologias para comunicar-se com os seus entes queridos ou realizar as tarefas domésticas mais elementares.

O fracasso recorrente na hora de usar as novas tecnologias, bem como a dificuldade de entender seu funcionamento e utilidades, aumenta o sentimento de solidão na pessoa, fato que influencia negativamente sua saúde emocional.

6. Desconexão com a geração dominante
Outro fenômeno que aumenta a solidão nos idosos é a desconexão que sentem com o mundo moderno e o abismo em todos os níveis entre sua geração e as gerações nascidas nas décadas posteriores.

A nova sociedade é muito diferente da que eles conheceram e muitas vezes suas mudanças a nível cultural e social geram sentimentos de incompreensão, desorientação, impotência e solidão.

7. Mudança de hábitos na aposentadoria
A vida das pessoas aposentadas ou pensionadas geralmente muda radicalmente da noite para o dia e a mudança de hábitos no novo período geralmente também tem um impacto negativo na pessoa.

A falta de horários de trabalho e de responsabilidades diárias costumam ocasionar alterações emocionais e psicológicas nas pessoas da terceira idade, fato que também contribui para aumentar sua solidão no dia a dia.

Esse fenômeno pode ser revertido recuperando um regime de atividades e ocupações ao longo da semana, com as quais a pessoa se sente útil novamente e continua a manter uma rotina diária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.